Terceira dose da Pfizer aumenta proteção contra a covid-19, diz estudo de Israel

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

23/08/2021

Autoridades de saúde de Israel disseram que a aplicação da terceira dose href=’https://valor.globo.com/brasil/noticia/2021/07/31/vacina-pfizer-eficacia-reacoes-mais-comuns-e-outros-dados-importantes.ghtml’>da vacina da Pfizer/BioNTech contra a covid-19 está aumentando a proteção contra infecções entre pessoas com mais de 60 anos no país.

  • São Paulo exigirá comprovante de vacina em bares e restaurantes, diz prefeito
  • OMS renova críticas a doses de reforço das vacinas contra a covid-19
  • Quarta onda em Israel, com perda de eficácia de vacina, é alerta global

Dados divulgados pelo Ministério da Saúde mostraram que apenas 0,2% entre os 1,1 milhão de israelenses que já receberam o reforço foram diagnosticados com a doença depois de sete dias da aplicação da vacina. Apenas 187 pessoas foram hospitalizadas (0,01%) e 88 (0,008%) desenvolveram sintomas graves da doença.

  • Leia mais: Rio pretende vacinar adolescentes sem comorbidade a partir de quarta, diz secretário

O estudo, que ainda não foi divulgado na íntegra, também diz que menos de 15 pessoas morreram após o reforço, mas não oferece um número exato. As descobertas, porém, são similares a uma pesquisa divulgada na semana passada pelo Maccabi Healthcare Services, um dos principais provedores de saúde do país.

  • Leia mais: China zera casos locais de covid-19 pela 1ª vez desde julho

Israel apostou na terceira dose para conter um surto que está sendo causado pela variante delta. O foco inicial foram as pessoas com mais de 60 anos, vacinadas em dezembro do ano passado. Na semana passada, a campanha foi ampliada para incluir todos com mais de 40 anos.

  • Leia mais: Bares ficam lotados em 1º fim de semana sem restrições contra a Covid em São Paulo

Categorias:

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *