Semana recomeça com os mesmos preços da arroba do boi da semana passada

Scot Consultoria diz que na terça-feira (12) os compradores não apareceram

13/10/2021

Semana recomeça com os mesmos preços da arroba do boi da semana passada Mercado do boi mantém preços inalterados desde a semana passada. (Foto: Divulgação)

A ausência dos compradores no ferido desta terça-feira (12) impediu a realização de negócios no mercado do boi gordo. Os frigoríficos também haviam programado suas escalas de abate para esta quarta-feira (13). A informação é da Scot Consultoria.

Com isso, segundo a Scot, os preços não se alteraram entre os praticados na semana passada e os desta terça-feira (12). Com isso, nas praças paulistas, a arroba do boi gordo se mantém a R$ 280,00, das vacas gordas, R$ 265,00, e das novilhas R$ 280,00.

Técnicos do Ministério da Agricultura acreditam que a suspensão das exportações para a China pode começar a ser revista ainda nesta semana, quando o governo daquele país analisa documento enviados pelo Brasil.

A suspensão de seu dia 3 de setembro após o registro da doença de dois casos da doença da vaca louca em território nacional. A suspensão das exportações é automática para atender a um protocolo sanitário assinado entre os dois países. .

O Brasil registrou dos casos atípicos da doença da vaca louca em animais com idade avança e o laboratório da Organização Mundial de Saúde da Organização Mundial das Nações (ONU) disse que eles não são um risco para rebanhos.

O protocolo foi assinado após a ocorrência de um caso da doença no Brasil. Segundo levantamento, o Brasil responde por 60% do mercado de carne bovina chinês.

O site MoneyTimes em sua edição desta terça-feira (12) especulou que a prorrogação da suspensão é boa para os compradores. Eles vão retomar as compras com preços baios e pressionados.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) do Brasil não tem nenhuma informação oficial sobre o assunto, segundo informa. Mas não nega que há negociações em andamento.

Da Redação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *