Mercado do boi segue para fechar o ano com preços firmes

Negócios para exportação alcançam R$ 330,00 a arroba

27/12/2021

Mercado do boi segue para fechar o ano com preços firmes Depois de um mês de estabilidade, boi gordo desvaloriza em São Paulo. (Foto: Agência Brasil)

Na quinta-feira (23) o mercado do boi teve preços firmes, embora as escalas de abate estejam completas até o dia 31. No entanto, o preço da arroba de manteve sem alterações. A única variação foi para a arroba da novilha gorda, positiva, que se valorizou R$ 2,00.

Negócios pontuais para exportação, alcançaram R$ 330,00 a arroba. As informações são da Scot Consultoria.

No Sudeste do Mato Grosso a cotação da arroba do boi, vacas e novilhas se valorizaram. A arroba do boi aumentou R$ 5,00, vacas gordas R$ 1,00 e novilhas, R$ 2,00.

No caso, há escassez de animais terminados e as escalas de abate estão curtas.

O mesmo cenário se repete no Rio de Janeiro, com escalas muito curtas, para apenas 4 dias, provocando alta de R$ 3,00 para a arroba das vacas gordas.

‘Ano positivo, mas com muita volatilidade ’, analisa Lygia Pimentel

Em entrevista ao programa “Mais Pecuária”, do Canal do Boi, a diretora da Agrifatto, Lygia Pimentel, registrou que a pecuária alcançou aumentos importantes este ano, mas com extrema volatilidade após a suspensão das compras pela China.

Ela disse que a pressão sobre os preços em setembro e outubro, teve a maior queda percentual desde a implantação do Plano Real, antes da virada do século.

Para ela, “foi um ano positivo, mas com muita volatilidade e ela imprime um risco na atividade. Seu risco é ter comprado no começo do ano ou no final do ano passado e ter caído a venda dessa reposição do boi engordado, justamente entre outubro ou setembro quando a China saiu, os frigoríficos reduziram os abates e a gente viu os preços caírem bastante”.

Mas ela não vê um cenário fácil para 2022. Ela acredita que as pastagens estão muito degradadas e que os pecuaristas não terão animais terminados em janeiro. Nem de extensão, nem de confinamento.

Da Redação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code