Alcoa anuncia retomada de operação em São Luís para produzir alumínio

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

21/09/2021

A Alcoa anunciou na noite de segunda-feira (21) que pretende retomar a produção de 268 mil toneladas por ano de alumínio na sua planta da Alumar, em São Luís (MA), que estava paralisada desde 2015.

  • Leia mais: Preço do minério de ferro fica praticamente estável em porto chinês

O processo para reiniciar a fundição irá começar imediatamente. A empresa americana prevê que a produção será retomada no segundo trimestre de 2022, com a capacidade total sendo alcançada no último trimestre do ano que vem.

  • Leia mais: Preço do minério de ferro desaba com desaceleração da economia na China

A retomada na produção vai envolver a contratação de mais de 750 novos empregados que se somarão aos 850 que já trabalham na refinaria do metal. A Alumar tem como sócia minoritária a australiana South32 e tem capacidade total de 447 mil toneladas.

“A retomada é uma decisão baseada na análise de que a fundição pode ser competitiva nos ciclos, ajudada por ser um empreendimento conjunto, com força de trabalho robusta e acordos competitivos de energia renovável”, diz John Slaven, diretor operacional da Alcoa, em nota.

De acordo com a Alcoa, o custo total do reinício das operações será de US$ 75 milhões (cerca de R$ 400 milhões), sendo US$ 10 milhões em gastos de capital. Neste quarto trimestre o impacto no balanço será entre US$ 15 milhões e US$ 20 milhões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *