Produtoras de biocombustíveis diminuem comercialização do etanol em 25%

A informação é da ÚNICA, União da Industria da Cana-de-açúcar

25/11/2021

Produtoras de biocombustíveis diminuem comercialização do etanol em 25% Produção de etanol cai 25% em 2021, afirma a UNICA (Foto: Agência Brasil)

Segundo levantamento da União da Industria da Cana-de-Açúcar (Unica) até meados de novembro as produtoras de etanol venderam 988 milhões de litros do biocombustível. Esse número significa uma retração de 25,56% a menos do que foi comercializado no mesmo período de 2020/2021. Do volume comercializado, 944,31 milhões de litros foi no mercado interno, enquanto 43,84 milhões, para o mercado &xterno. A informação é do site especializado em agronegócios Safras & Mercado.

No mercado interno, as vendas de álcool hidratado, na primeira quinzena de novembro, retraíram 32,09%, com a comercialização de 538,85 milhões de litros. Já o etanol anidro cresceu 2,77%, na comparação com novembro passado. Com 405,46 milhões de litros colocados no mercado.

Para Antônio Pádua Rodrigues, diretor-executivo da Unica, “a dinâmica de mercado observada nas últimas quinzenas já era esperada. A perda de competitividade econômica do etanol hidratado tem promovido redução no consumo do renovável e já equacionou o equilíbrio de oferta e demanda. Essa condição, associada ao menor consumo de combustíveis leves, tem promovido quedas sucessivas no valor do hidratado recebido pelos produtores, que tem se reduzido nas últimas três semanas”.

O executivo disse ainda que “a queda de preço do etanol hidratado também tem promovido redução no valor do etanol anidro, pois os contratos de venda do produto vinculam o seu preço àqueles praticados para o hidratado. Essa condição indica que o aditivo pode contribuir para a redução do preço da gasolina e, em termos de volume, temos condição de atender a migração para o consumo de gasolina com os estoques de anidro nos produtores, com a produção a ser realizada até março e com a importação do biocombustível que vem sendo observada”.

Safras & Mercado afirma que “no acumulado desde o início da safra até a primeira quinzena de novembro, o volume de etanol comercializado pelas empresas do Centro-Sul apresenta uma retração de 6,37%, com cerca de 17,91 bilhões de litros vendidos” e que “desse total, 1,04 bilhão de litros foram destinados à exportação (queda de 46,57%) e 16,87 bilhões ao mercado interno (queda de 1,83%). Do total comercializado domesticamente, o etanol anidro representou 6,40 bilhões de litros (aumento de 20,46%) e o etanol hidratado corresponde a 10,48 bilhões de litros (queda de 11,80%)”.

Ele conclui afirmando que “apesar das condições adversas de oferta de cana-de-açúcar, o setor já ampliou a comercialização de etanol anidro em 20%. A preservação das regras permite que os mecanismos de mercados sejam efetivos e oferecem aos agentes, condições para um melhor planejamento, garantindo maior segurança ao abastecimento”.

Da Redação.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *