China libera entrada de carne bovina, após 50 dias de suspensão

Lote liberado partiu de Tocantins e teria sido enviado no final de agosto.

26/10/2021

China libera entrada de carne bovina, após 50 dias de suspensão Suspensão de restrições à carne bovina brasileira durou 50 dias. (Foto: Divulgação)

Após 50 dias boqueio de compra de carne bovina, a aduana do porto de Shangai, na China, autorizou a primeira carga da proteína brasileira a entrar naquele país. A informação é da Consultoria Agrifatto, publicada no início da tarde desta terça (26).

De acordo com informações da Agifatto, a carga liberada nesta quarta foi certificada no fim de agosto e embarcada no dia 10 de setembro.

“Esse pode ser um sinal de que outros serão liberados. Entretanto, é necessário cautela, pois ainda há outros 21 pedidos na fila que ainda podem ser negados. O lote liberado é oriundo do Tocantins, há chance de que os do Mato Grosso sejam bloqueados. Os lotes serão analisados caso a caso” diz a nota da Agrifatto.

China volta, mas com mudanças

Em entrevista ao jornalista Fabiano Reis, colunista do Canal Pecuarista, o, presidente da Câmara de Comércio Brasil-China, Charles Andrew Tang, disse que deve haver uma “ repactuação com preços menores” e também “volumes representativos de carne suína produzida no país asiático”.

Confira a entrevista publicada na coluna De Olho no Mercado desta terça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *