Produzir frangos e suínos ficou 9% mais caro no 1º bimestre de 2022

A informação é da Central de Inteligência de Aves e Suínos

06/04/2022

Produzir frangos e suínos ficou 9% mais caro no 1º bimestre de 2022 Menor oferta faz preço de aves e suínos crescerem no mercado interno. (Foto: Agência Brasil)

A Central de Inteligência de Aves e Suínos informa que os custos com a produção do setor cresceram cerca de 9% no primeiro bimestre de 2022. A informação é do site especializado em proteína animal, CarneTec.

O principal responsável, é o custo com nutrição. Ele é o responsável pelo aumento geral com a produção dos animais da avicultura e suinocultura. O das aves cresceu 9,2%, enquanto na suinocultura o aumento foi de 7,9% em 2022.

Os principais insumos da nutrição, o milho e a soja, tiveram altas significativas após o início do conflito entre a Rússia e a Ucrânia, no Leste Europeu. Os dois países são grandes exportadores dessas matérias primas.

O índice ICPFrango, que az a métrica do custo de produção de aves de corte, aumentou 8,8% no primeiro bimestre e acumula crescimento de 16% nos últimos 12 meses. Apenas em fevereiro, para a produção de frango, ele subiu 3%, chegando a 439,2 pontos.

Já o ICPSuíno, que também acompanha a variação do preço dos insumos da produção de suínos, ficou em 9,3% nos dois primeiros meses de 2022, e acumula alta de 11,1% em um ano. Em fevereiro, ele foi de 2,3% na comparação com janeiro, alcançando 437,1 pontos.

 

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.