Minério de ferro recua 1,5% na China e fica abaixo de US$ 163 por tonelada

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

12/08/2021

O minério de ferro voltou a operar em terreno negativo nesta quinta-feira, tanto no mercado à vista quanto no futuro, refletindo a piora da percepção quanto à demanda da commodity na China.

Segundo a publicação especializada Fastmarkets MB, o minério com teor de 62% de ferro encerrou o dia com baixa de 1,5%, para US$ 162,96 por tonelada, elevando a 10,3% as perdas acumuladas em agosto.

No ano, a principal matéria-prima do aço ainda exibe leve valorização, de 1,6%.

Na Bolsa de Commodity de Dalian, os contratos mais negociados com vencimento em janeiro recuaram 2% na sessão diurna, para 839 yuans por tonelada.

Maior produtor de aço do mundo, a China tem ampliado as restrições às operações das siderúrgicas para conter a emissão de gases do efeito estufa e cumprir metas ambientais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *