Preço internacional do milho leva a China a importar cevada do Cazaquistão

O produto em pó vai ser comprado para ração animal misturado a outros grãos

23/08/2021

Preço internacional do milho leva a China a importar cevada do Cazaquistão Preço do milho no mercado internacional leva a China a importar cevada para ração animal (Foto: Divulgação)

O governo chinês autorizou a compra de cevada em pó do Cazaquistão para ração animal. As alfândegas foram informadas na manhã desta segunda-feira (23).

A China decidiu ampliar a aquisição de grãos para solucionar a falta de milho necessário para suprir as suas necessidades.

O milho teve os preços internacionais elevados. Mesmo após uma queda, o governo chinês afirma que ela não é suficiente para permitir maior importação do produto.

Trading de uma grande operadora internacional afirma ao site MoneyTymes que “isso visa principalmente aumentar os canais de importação para conter os preços do milho”.

Os preços caíram, mas não o suficiente, diz o operador. Ele não foi identificado por não ter autorização da empresa para falar.

Os preços do milho na China caíram 12%. A máxima foi registrada em maio. Em relaão ao ano passado, os preços ainda estão acima do necessário às condições do país asiático.

O site da Administração Geral de Alfândegas da China informa que a cevada em pó vai ser processada a partir da importação do Cazaquistão.

Outro dado que influi nessa equação é a pandemia de coronavírus. Ela afeta a logística e as rotas comerciais das commodities essenciais.

Da Redação.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *