J&J diz que dose de reforço da sua vacina contra a covid-19 eleva anticorpos em 9 vezes

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

25/08/2021

A Johnson & Johnson anunciou nesta quarta-feira (25) que uma dose de reforço da sua vacina contra a covid-19, dada oito meses depois da primeira, aumenta a produção de anticorpos neutralizantes em até nove vezes 28 dias após a aplicação. A empresa diz que os dados apoiam a decisão pela dose de reforço do imunizante.

Leia mais:

  • Variante delta: Sintomas, eficácia da vacina e o que mais se sabe sobre a mutação do coronavírus
  • Vacina Pfizer: Eficácia, reações mais comuns e outros dados importantes
  • Vacina Astrazeneca: Eficácia, reações mais comuns e outros dados importantes
  • Covid, gripe ou resfriado? Veja a diferença entre sintomas das doenças respiratórias
  • Sequelas da covid-19 são o maior desafio, diz pesquisadora da Fiocruz


“Estabelecemos que uma dose única da nossa vacina contra a covid-19 gera forte e robusta resposta imune que é durável e persistente por oito meses”, diz Mathai Mammem, diretor de pesquisa da J&J, em nota. “Com esses dados, vemos que uma dose de reforço aumentou ainda mais a resposta imune nos participantes do estudo.”

Os testes clínicos da dose de reforço foram feitos com pessoas ente 18 e 55 anos, e também com pessoas acima de 65 anos que receberam uma dose de reforço reduzida. “Vamos conversar com autoridades públicas de saúde sobre uma estratégia em potencial para a nossa vacina”, destaca o executivo.

A empresa diz que já está em negociações com as principais agências sanitárias e de saúde do mundo, como as dos Estados Unidos e da Europa, para estabelecer os parâmetros de uma dose de reforço do seu imunizante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *