EUA criam 568 mil empregos em setembro, diz ADP

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

06/10/2021

O setor privado americano criou 568 mil vagas no mês de setembro, de acordo com dados divulgados há pouco pela Automatic Data Processing (ADP) e pela Moody’s. O número de postos de trabalho criados ficou acima das expectativas dos economistas consultados pelo “The Wall Street Journal”, de geração de 425 mil vagas de emprego no período.

O dado acima das expectativas é também um avanço em relação ao mês anterior. Em agosto, foram geradas 340 mil vagas. Apesar do avanço, setembro ainda está bastante abaixo do pico de maio, de 882 mil vagas.

“A recuperação do mercado de trabalho continua avançando, apesar de uma desaceleração acentuada do ritmo de [geração média de] 748 mil empregos no segundo trimestre”, diz Nela Richardson, economista-chefe da ADP. “Lazer e hospedagem continuam sendo os maiores beneficiários da recuperação, mas as contratações ainda são fortemente impactadas pela trajetória da pandemia, especialmente para as pequenas empresas. Os atuais gargalos na contratação devem desaparecer à medida que as condições de saúde vinculadas à variante delta da covid-19 continuam a melhorar.”

O relatório de criação de empregos no setor privado da ADP é considerado uma prévia dos dados oficiais (o chamado ‘payroll’), que serão divulgados pelo Departamento de Trabalho dos EUA na sexta-feira. A expectativa para o payroll é de criação de 500 mil vagas em setembro.

Veja aqui a íntegra do relatório da ADP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *