Utilização total dos frigoríficos no estado do Mato Grosso recua em 2021, avalia Imea

A queda se deu por causa da retenção das fêmeas que foi a maior dos últimos anos.

01/02/2022

Utilização total dos frigoríficos no estado do Mato Grosso recua em 2021, avalia Imea China anuncia a suspenção de importação de 3 plantas brasileiras (Foto: Agência Brasil)

Levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Aplicada (Imea), mostrou que os frigoríficos do estado de Mato Grosso terminaram 2021 com recuo de 6,34 pontos percentuais (p.p.) na utilização total de sua capacidade em comparação a 2020. Já o recuo da utilização real foi de 6,02 p.p. quando comparado ao mesmo período. Assim, os indicadores ficaram na média de 69,75% e 46,35%, na mesma ordem.

Ainda de acordo com o relatório do Imea, essa crescente ociosidade industrial se deu por causa da menor oferta de animais no período, uma vez que a retenção das fêmeas foi a maior dos últimos anos no estado.

No entanto, no comparativo mensal (dezembro 2021 ante a novembro de 2021), a utilização real aumentou 13,24 p.p., e atingindo média de 72,16%. O aquecimento do consumo interno no final do ano e o retorno das compras chinesas influenciaram para um aumento na demanda por bovinos por parte dos frigoríficos.

Com relação a expectativa para janeiro de 2022, a logística tem trazido preocupações nas regiões norte e noroeste do estado devido ao ritmo dos abates nas instalações, uma vez que as intensas chuvas têm dificultado o tráfego dos caminhões nas estradas.

Da Redação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.