União Europeia congela ajuda ao desenvolvimento do Afeganistão

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

24/08/2021

A União Europeia (UE) anunciou que está congelando 1 bilhão de euros em ajuda em desenvolvimento do Afeganistão. O repasse foi suspenso como forma de pressionar o Talibã a garantir que os direitos das mulheres e minorias sejam respeitados.

A decisão do bloco foi anunciada depois da reunião de cúpula do G7 para tentar prorrogar o prazo de saída das tropas estrangeiras do Afeganistão. No entanto, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, teria informado ao grupo que manterá a data de retirada em 31 de agosto.

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, reforçou um pedido feito pelos países do G7 para que o Talibã permita a passagem livre de todos os cidadãos estrangeiros e afegãos que desejam chegar ao aeroporto de Cabul para deixar o país.

“Hoje é muito cedo para decidir que tipo de relações vamos ter com as novas autoridades afegãs”, disse Michel. “Pedimos um acordo político inclusivo e, se quisermos continuar a ser uma influência positiva para o povo afegão, especialmente no apoio às suas necessidades básicas, teremos que lidar com as novas autoridades.”

O ex-primeiro-ministro belga destacou, no entanto, que o futuro relacionamento da UE com o Talibã estará “sujeito às ações e à atitude do novo regime”.

Categorias:

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *