Sul e Centro-Oeste devem aumentar a área plantada com milho

A estimava é da Agência Safras, de acordo com levantamento feito por Safras & Mercados

30/08/2021

Sul e Centro-Oeste devem aumentar a área plantada com milho Embrapa apresenta variedade de milho resistente às mudanças climáticas (Foto: Divulgação)

As regiões Centro-Oeste e Sul devem aumentar a área plantada com milho na safra 2021/2022 em 0,7%, informa a Agência Safras, de acordo com estimativas da consultoria Safras & Mercados. Ela aponta que na safra 2020/2021 a área plantada foi de 4,352 milhões de hectares e a de 2021/2022 será de 4,404 milhões de hectares.

O analista Paulo Molinari estima que a produtividade também será maior. A safra de verão produziu uma média de 4.973 quilos por hectares e espera-se para a próxima, 2021/2022, 5.827 quilos por hectare. O resultado da primeira safra nessas duas regiões deve somar 25,549 milhões de toneladas. Prevê-se que a safra 2020/2021 chegue a 25,667 milhões de toneladas.

O analista diz que a área plantada na safra de 2021/2022 em todo o Brasil será a mesma que a anterior: 14,401 milhões de hectares. Com a produtividade média crescendo e chegando 5.892 quilos por hectare, Molinari que a segunda safra chegue a 84,85 milhões de toneladas.

Ele disse à Agência Safras que “por conta dos problemas ainda decorrentes da estiagem e dos efeitos causados pelas geadas, com redução na estimativa de produção em Goiás e Minas Gerais, mas em parte compensada pelo aumento de safra em Mato Grosso, fizemos um novo ajuste na estimativa da safrinha 2020/21, estimada agora em 55,697 milhões de toneladas. Em julho, a safrinha 2020/21 havia sido prevista em 56,75 milhões de toneladas”, explica.

 

Norte e Nordeste

Nas regiões Norte e Nordeste o aumento da área plantada será de 1,2%. Passa de 2,383 milhões de hectares. A anterior teve 2,354 milhões de hectares. A produtividade deve crescer um pouco. Prevê-se que ela chegue a 5.100 quilos por hectare, ante a 5.097 na safra 2020/2021.

“A produção nessas regiões poderá alcançar 12,152 milhões de toneladas na safra 2021/22, à frente do volume colhido em 2020/21, de 11,941 milhões de toneladas”, projeta, segundo a Agência Safras.

A Agência acredita que a área de milho vai ser de 21,169 milhões de hectares em 2021/22. Crescimento de 0,3% frente aos 21,108 milhões em 2021/22 ante aos 21,188 milhões de hectares da safra anterior.

A Safras poderá que “a produção foi ajustada um pouco frente às 122,671 milhões de toneladas indicadas no relatório passado, prevista agora em 122,553 milhões de toneladas na safra 2021/22.

Para Molinari, “a produção deve ser recorde, superando as 89,314 milhões de toneladas da safra 2020/21″. Na safra 2021/202 espera-se produção média de 5.789 quilos por hectare, bem acima dos 4.282 quilos previstos para a safra 2020/21.

 

Da Redação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *