Senadores democratas dos EUA propõem imposto de 2% sobre recompra de ações

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

10/09/2021

Líderes do Partido Democrata no Senado propuseram a criação de um imposto de 2% sobre a recompra de ações pelas maiores empresas dos Estados Unidos, como parte das discussões sobre como financiar o plano de US$ 3,5 trilhões proposto pelo presidente Joe Biden.

A nova proposta aumenta a lista de impostos sobre grandes empresas e sobre a parcela dos americanos mais ricos que está sendo analisada pelo Congresso para custear a ambiciosa agenda econômica de Biden, que quer ampliar os gastos com segurança social, educação e implementar medidas para combater a mudança climática.

O imposto sobre a recompra de ações foi revelado hoje pelos senadores Sherrod Brown e Ron Wyden, que lideram os comitês bancário e de finanças do Senado, respectivamente. Os dois órgãos supervisionam o setor financeiro e a política tributária dos EUA no Congresso.

Segundo o projeto, empresas de capital aberto pagariam um imposto de 2% sobre o valor de suas ações recompradas durante o ano fiscal. Subsidiárias americanas de empresas estrangeiras também teriam que pagar a taxa.

Na semana passada, a imprensa americana revelou várias medidas que estão sendo estudadas pelos democratas para financiar os planos de Biden. O partido se comprometeu a não aumentar os impostos sobre aqueles que recebem menos de US$ 400 mil por mês e tenta taxar os mais ricos e as empresas para ampliar os gastos do governo.

A magnitude do plano de Biden e como pagá-lo são os pontos mais difíceis nas negociações entre os democratas. Alguns senadores e deputados mais centritas já afirmaram que podem votar contra o projeto se não houver acordo para promover mudanças na legislação.

Biden já havia proposto aumentar a alíquota do imposto de renda das empresas, elevar as taxas sobre ganhos de capital e a também subir a alíquota do IR para os mais ricos.

Os republicanos se opõem em bloco ao projeto. Por isso, os democratas vão recorrer no Senado a um procedimento reconhecido como “reconciliação”, para aprovar o plano sem a necessidade de votos da oposição.

“Em vez de investir em seus trabalhadores, as megacorporações usaram os recursos inesperados dos cortes de impostos dos republicanos em 2017 para aumentar os preços de suas ações e recompensar seus investidores mais ricos e seus executivos por meio de recompra de ações”, disse Wyden em comunicado sobre o novo imposto.

Já Brown afirmou que “já passou da hora” de Wall Street “pagar sua parte” e “reinvestir mais desse capital nos trabalhadores e nas comunidades que tornam esses lucros possíveis”.

Categorias:

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *