Segunda maior cidade da Austrália tem recorde de casos de covid-19 e protestos contra vacinação

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

23/09/2021

Autoridades do Estado de Victoria registraram recorde de casos de covid-19 nesta quinta-feira, enquanto um novo surto causado pela variante delta se espalha por Melbourne, segunda maior cidade da Austrália.

Ao mesmo tempo, a polícia em Melbourne se prepara para enfrentar o quarto dia seguido de protestos contra uma medida que exige que trabalhadores da construção civil se vacinem contra a covid-19. Os manifestantes também criticam o “lockdown” decretado na cidade, o sexto desde o início da pandemia.

Nas últimas 24 horas, Victoria registrou 766 novos casos da doença, superando a marca anterior, de agosto do ano passado, e quatro novas mortes. A cidade de Sydney, no Estado vizinho de Nova Gales do Sul, também enfrenta grande surto e confirmou mais de 1.000 contágios nesta quinta-feira.

Autoridades dos dois Estados prometeram relaxar as restrições quando 70% da população com mais de 16 anos estiver totalmente vacinada contra a covid-19, o que deve ocorrer em outubro. Hoje, esse percentual é de cerca de 55% em Nova Gales do Sul e de 45% em Victoria.

O premiê da Austrália, Scott Morrison, criticou os manifestantes, que na quarta-feira chegaram a entrar em confronto com a polícia. “Espero que todos que participaram disso tenham vergonha”, disse ele.

Categorias:

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *