Agricultores retém venda da soja esperando melhores preços

Em agosto do ano passado os produtores tinham vendido 97% da safra; este ano, em torno de 85%

06/09/2021

Agricultores retém venda da soja esperando melhores preços Conab divulga nesta quinta (7) a estimativa da safra de grãos 2021/2022 (Foto: Agência Brasil)

O ritmo de venda da safra de soja brasileira de 2020/2021 é menor em relação às vendas do mesmo período no ano passado. Relatório da Consultoria Safras & Mercados do dia 3 de setembro mostra que até agora foram comercializados 85,9% da produção prevista. No relatório de 6 de agosto, haviam sido comercializados apenas 81,9%.

No mesmo período de 2020, em agosto, 97,9% de toda a safra prevista tinha sido comercializada. A média dos últimos cinco nos também é superior: 88,5%. Como a previsão de colheita para esta safra é de 137,19 milhões de toneladas, conclui-se que até agora foram negociados 117,84 milhões de toneladas.

Segundo Safras & Mercados o produtor está retraído, vendendo apenas o necessário enquanto aguarda o mercado ficar favorável. A expectativa é que isso aconteça nos últimos 3 meses do ano. Em agosto, a comercialização melhorou, mas o volume negociado é aquém do que foi vendido no mesmo período do ano passado e também em relação à média dos últimos cinco anos.

Safra 2021/22

A safra posterior, a prevista para 2021/2022, também estão atrasadas na comparação ao no passado. Ainda assim, as vendas são melhores do que o que foi vendido no mesmo período dos anos anteriores. A previsão para a safra 21/22 é de 142,24 milhões de toneladas. A Consultoria estima que as vendas antecipadas são de 25,6%, o que significa 36,34 milhões de toneladas. Em agosto, eram de 23,7%.

 

Da Redação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *