Produção de soja deve recuar 13,9% ante 2021, mas safra de milho será recorde

13/04/2022

Rio, 7 – O Brasil deve colher menos soja em 2022, mas a produção de milho será recorde, segundo os dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de março, divulgado nesta quinta-feira, 7, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A produção de soja deve somar 116,2 milhões de toneladas, uma redução de 13,9% em relação ao produzido no ano passado. A estimativa é de queda de 17% no rendimento médio da soja, para 2.873 kg/ha. A participação do grão no volume total de grãos produzidos no País deve recuar para uma fatia de 44,9%.

“Os efeitos adversos proporcionados pela estiagem castigaram o desempenho das lavouras de verão nos Estados do Centro-Sul do País”, justificou o IBGE.

Já a produção nacional de milho foi estimada em 111,9 milhões de toneladas, com crescimento de 27,4% ante 2021. A lavoura de milho 1ª safra deve somar 24,7 milhões de toneladas, um recuo de 3,9% em relação a 2021. O milho 2ª safra deve totalizar 87,2 milhões de toneladas, aumento de 40,4% em relação a 2021.

A estimativa de produção do arroz foi de 10,7 milhões de toneladas para 2022, queda de 8,0% em relação ao produzido no ano passado.

O algodão herbáceo deve alcançar uma produção de 6,6 milhões de toneladas, um avanço de 12,3% ante 2021.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.