Preços do boi gordo pressionado, em queda e de olho na China

A Scot Consultoria afirma que esse é o cenário dos próximos dias

11/10/2021

Preços do boi gordo pressionado, em queda e de olho na China (Foto: Divulgação)

A mercado do boi gordo vai continuar pressionado nos próximos dias, com preços em baixa, na expectativa de informações da China sobre qual decisão vai tomar em relação as importações de carne bovina brasileira, segundo o médico veterinário Hyberville Neto, consultor da Scot Consultoria.

Elas foram suspensas dia 4 de setembro após o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) anunciar dois casos da doença da vaca louca (Encefalopatia Espongiforme Bovina – EEB). Um em Minas Gerais e outro em Mato Grosso.

Segundo protocolo fitossanitário assinado entre os dois países em 2019, quando surge uma doença que pode contaminar rebanhos, as exportações são suspensas automaticamente. Em 2019, em situação semelhante, elas retornaram em 19 dias. Desta vez, dura 37 dias.

No mercado interno, nos últimos dias houve uma valorização do traseiro, onde estão os cortes mais consumidos pelos brasileiros. Mas, com os frigoríficos têm abatido e distribuído menos ao varejo, e o preço ao consumidor se mantém elevado.

Os cortes do dianteiro, parte substancial destinada à exportação, têm sentido mais o embargo na China e se desvalorizado. A expectativa é que a retomada da exportação para aquele país volte a promover a valorização e os preços voltem aos patamares anteriores à suspensão.

Da Redação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *