Preço do frango volta a subir, mas repasse por parte dos produtores ainda é incerto

Um dos motivos para o aumento da cotação é o repasse dos consecutivos aumentos nos custos de produção nas granjas.

10/09/2021

Preço do frango volta a subir, mas repasse por parte dos produtores ainda é incerto Custos de produção de frango e suínos cresce em agosto, diz Embrapa (Foto: Agência Brasil)

As cotações do frango abatido inteiro retomaram crescimento no início de setembro, renovando as máximas nominais da série do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) em algumas praças. A informação é do próprio Cepea.

De acordo com pesquisadores da instituição, as retomadas dos preços são reflexos do reaquecimento na ponta final (consumidor) e do repasse dos consecutivos aumentos nos custos de produção nas granjas. Os profissionais também consideram os elevados patamares dos insumos de alimentação e os fortes aumentos nos custos com a energia elétrica.

Já com relação ao mercado de cortes e miúdos, as valorizações do frango inteiro não foram integralmente repassadas aos demais produtos.

Embora a demanda esteja mais firme por conta do período de início de mês, os vendedores se mantêm receosos em aumentar os preços, pois temem diminuir ainda mais a competitividade da carne de frango frente às proteínas bovinas e de suínos.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *