Preço da soja perde força no mercado interno por consequência de ofertas maiores que demandas

Outro problema para a oleaginosa é o câmbio que interfere nas negociações externas

30/05/2022

Preço da soja perde força no mercado interno por consequência de ofertas maiores que demandas Segundo Marcos Jank, Brasil é o país com mais potencial de aumentar a produção. (Foto: Divulgação)

A soja se desvalorizou no mercado interno nos últimos dias. De 20 a 27 de maio, os Indicadores CEPEA/ESALQ – Paraná e ESALQ/BM&FBovespa – Paranaguá registraram baixas de 1,18% e 1,27%, fechando a R$ 188,81 a saca e a R$ 192,98 a saca de 60 kg, respectivamente, segundo pesquisa do Centro de Estudos e Pesquisa em Economia Aplicada (Cepea).

A baixa nas cotações está atrelada à maior oferta do que demanda pela oleaginosa, visto que a colheita da safra 2021/2022 de soja está praticamente finalizada na América do Sul, de acordo com pesquisadores do Cepea. Outro problema é o câmbio, que influencia esse cenário de desvalorização do dólar frente ao Real, que encarece o produto brasileiro aos importadores.

 

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.