Preço da arroba do boi continua em queda e sem compradores

Nesta quarta-feira (13) a arroba do boi e da vaca voltaram a cair

14/10/2021

Preço da arroba do boi continua em queda e sem compradores A insegurança em relação a retomada das exportações para a China derrubam preços no Brasil (Foto: Divulgação)

A falta de notícias sobre a retomada das importações de carne bovina brasileira e o baixo consumo no Brasil faz a arroba do boi gordo continuar em queda livre. Entre segunda-feira (11) e quarta-feira (13) ela perdeu mais R$ 3,00 na praça paulista, afirma a Scot Consultoria.

As vacas gordas também continuam com os preços em queda, ainda segundo a Consultoria, que faz o acompanhamento diário da cotação. No mesmo intervalo, as vacas perderam R$ 2,00.

Segundo a Consultoria, os compradores estão comprando poucos rebanhos e os frigoríficos implementando escalas irregulares.

Desta forma, os preços praticados nesta quarta-feira são a arroba do boi a R$ 277,00, das vacas a R$ 263,00 e a arroba da novilha gorda foi vendida a R$ 282,00.

A instabilidade no mercado do boi gordo começou após o Brasil registrar 2 casos atípicos da doença da vaca louca. Um em Minas e outro no Mato Grosso. Segundo a Organização Mundial de Saúde Animal os casos não representam riscos para os rebanhos.

Eles se desenvolveram em animais velhos ¬¬por degeneração celular e não ficaram doentes por consumir ração animal contaminada. Nesses casos ela pode se espalhar pelo rebanho e dizimá-lo.

A descoberta levou à suspensão das exportações para cumprir protocolo sanitário entre os dois países. No entanto, após um mês e dez dias, o setor está pressionado e na expectativa.

Em 2019, em caso semelhante, o país asiático voltou às compras apenas 13 dias após as primeiras notícias. Desta vez, o comportamento é outro. Segundo o Mapa, em nota distribuída ainda em setembro, o governo chinês está analisando documentos enviados pelo Brasil para se posicionar.

O Brasil detém 60% do mercado chinês de carne bovina in natura.

 

D Redação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *