PIB de Israel cresce 15,4% no 2º tri com suspensão das restrições contra a covid-19

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

16/08/2021

A economia de Israel cresceu 15,4% no segundo trimestre deste ano na comparação com o mesmo período de 2020, em grande parte por causa da suspensão das restrições para combater a pandemia de covid-19, informou nesta segunda-feira (16) a agência de estatísticas do país.

O resultado ocorre após o Produto Interno Bruto (PIB) israelense ter encolhido 1,4% nos três primeiros meses do ano, segundo dados revisados divulgados hoje. Em 2020, a economia do país se contraiu 2,5% devido à pandemia.

  • Leia mais: FT: Primeiro a se vacinar e a festejar, Israel vê quarta onda de covid-19

O crescimento no segundo trimestre foi puxado pelo aumento no consumo privado, que avançou 36,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Já a formação bruta de capital fixo cresceu 9,7% entre abril e junho.

Mas as previsões para o restante do ano estão ameaçadas por causa da variante delta, que está causando um novo surto de covid-19 no país. As autoridades restabeleceram algumas das restrições nas últimas semanas e não descartam um novo “lockdown” caso a situação piore.

  • Leia mais: Israel amplia aplicação de doses de reforço contra a covid-19

Em julho, o Banco de Israel revisou sua previsão de crescimento do PIB do país para o ano de 6,3% para 5,5% citando preocupações com os riscos apresentados pela variante delta.

Categorias:

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.