PF apura falsidade ideológica de jogadores argentinos

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

06/09/2021

A Polícia Federal (PF) abriu inquérito para apurar a possível ocorrência de crime de falsidade ideológica por quatro jogadores de futebol argentinos que teriam mentido a autoridades brasileiras para não cumprirem o período de quarentena exigido de quem viaja do Reio Unido para o Brasil.

A descoberta levou à suspensão da partida entre as seleções de Brasil e Argentina no domingo, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

O jogo foi suspenso cinco minutos depois de começar. Agentes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) entraram no gramado para retirar de campo os jogadores Emiliano Martínez, Giovani Celso, Cristian Romero e Emiliano Buendía.

Os quatro não teriam informado que estiveram no Reino Unido antes da viajarem ao Brasil – que, por causa da covid-19, exige quarentena de 14 dias de pessoas que tenham passado pelo país europeu.

Segundo informações da PF, os atletas foram notificados da abertura do inquérito ao deixarem o Brasil e serão formalmente ouvidos em termo de declarações sobre os fatos ocorridos. O inquérito é um procedimento preliminar antes de eventual denúncia criminal.

Categorias:

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *