Para distribuidoras de energia, outros segmentos do setor devem colaborar com redução tarifária

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

26/08/2021

O presidente da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), Marcos Madureira, comentou nesta quinta-feira que, mesmo em momentos turbulentos como o atual, de crise no setor elétrico, as distribuidoras precisam ter equilíbrio o financeiro assegurados. Para ele, é imprescindível que a redução tarifária seja também buscada nos demais segmentos do setor elétrico.

Madureira fez as observações em evento virtual do Prêmio Abradee 2021. Ele destacou o papel das distribuidoras em lidar com os desafios do setor neste ano, bem como no ano passado. Comentou que, em 2020, o setor soube responder ao chamado do governo em meio à crise na economia causada pela pandemia por covid-19, realizando estratégias para postergar reajustes ao preço do consumidor final.

Em 2021, mesmo em crise, o setor continuou a investir, com alocação de mais de R$ 20 bilhões em investimentos, de acordo com cálculos do executivo.

Porém, ele fez algumas ressalvas. Comentou que os demais segmentos do setor elétrico, além das distribuidoras, também precisam buscar redução tarifária. De acordo com Madureira, “subsídios desnecessários, alta carga tributária e alocações desiguais de custos setoriais devem ser enfrentados e eliminados”.

O presidente da Abradee também fez um apelo por reformas, como a tributária, no intuito de melhorar o ambiente econômico para o setor. “É necessário buscar uma reforma tributária ampla e justa, que reconheça a energia como insumo essencial para toda a sociedade”, disse Madureira.

Categorias:

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *