Ouro fecha em alta com queda do dólar no exterior e ante menor receio com Evergrande

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

21/09/2021

O ouro encerrou a sessão desta terça-feira (21) em alta, mesmo o dia trazendo menor receio em relação à possível insolvência da gigante chinesa do setor imobiliário Evergrande, mas com o dólar no exterior recuando. Na segunda-feira (20), o metal havia avançado com uma preocupação dos investidores, que acabaram buscando ativos mais seguros.

  • Leia mais: Evergrande levará ao colapso do modelo chinês?

Os preços dos contratos do ouro para dezembro encerraram em avanço de 0,81%, a US$ 1.778,20 a onça-troy na Comex da Bolsa de Nova York.

  • Leia mais: Fundador da Evergrande pede calma e analistas esperam ajuda do governo chinês

O ouro, que já havia avançado ontem com a preocupação maior em relação à Evergrande, hoje seguiu em alta, ainda que os investidores tenham voltado a olhar para o mercado acionário em geral, o que impulsionou as bolsas europeias. Por hoje, a preocupação com a companhia chinesa seguiu atenuada, com avaliações, como a do economista chefe da OCDE, Laurence Boone, de que a China teria condições de amortecer o choque do endividamento da empresa.

  • Leia mais: Análise: Evergrande é refém do limite de sofrimento que Pequim está disposto aplicar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *