Ouro avança após fala do presidente do Fed e fecha semana com alta de 2%

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

27/08/2021

O ouro, que operava no vermelho, próximo de uma estabilidade pela manhã, avançou após o discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell. Com o ganho desta sexta-feira (27), o metal fechou a semana com avanço acumulado de 2%.

Os preços dos contratos do ouro para dezembro encerraram a sessão desta sexta em alta de 1,35%, a US$ 1.819,50 a onça-troy na Comex da Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex).

O presidente do banco central americano discursou na hoje no evento de Jackson Hole. Havia a expectativa sobre alguma sinalização dele sobre o início da redução da retirada de estímulos da economia americana, que ocorre pelo programa de compras de ativos, hoje em US$ 120 bilhões por mês.

Os investidores buscavam clareza sobre a política monetária americana em meio aos sinais mistos dos integrantes do BC americano.

Powell assumiu um tom cauteloso, sinalizando a preocupação com inflação, mercado de trabalho e covid-19. O presidente da autoridade monetária americana também disse que “mesmo depois que a redução esteja completa, o grande portfólio de títulos do Fed ainda oferecerá suporte”.

“Foi um discurso mais ou menos dentro do esperado, mas o mercado gostou de ouvir o que ele falou porque não foi nada muito rock sobre uma retirada de estímulos imediata”, disse, ao Valor, Roberto Attuch, economista e presidente da OHM Research.

Enquanto o ouro valorizou após a fala de Powell, o índice dólar DXY recuou e há pouco operava em queda de 0,39%, a 92,697 pontos. Os rendimentos dos Treasuries de dez anos também caiam para 1,321%, de 1,344% do último fechamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *