Novo ciclo de preços da arroba do boi na China mantém mercado em atenção

O país retoma sua produção de carne suína ao mesmo patamar anterior à peste africana que dizimou seu rebanho

09/08/2021

Novo ciclo de preços da arroba do boi na China mantém mercado em atenção Além do Brasil, Marfrig conta com unidades no Uruguai e Argentina (Foto: Divulgação)

O mercado brasileiro de exportação de carne bovina está de olho na China. O país asiático é o destino de mais de 50% das exportações de carne bovina brasileira e no ano que vem existe expectativa de aumento de oferta pelo Brasil.

Não há consenso sobre qual será a produção de carne suína naquele país. Previsões pessimistas indicam que o preço da arroba da carne bovina com destino à China pode cair em até 15% nos próximos 12 meses, referência julho de 2021.

Segundo clipping da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) “o indicador do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), a arroba estava a R$ 312,95 na sexta-feira, cotação em linha com as projeções da Agrifatto, Safras & Mercado e Scot Consultoria.

Os preços na China caíram 3% desde o dia 28 de junho, “quando atingiram a máxima histórica de R$ 321,90”. Esse valor é 37,6% acima do registrado no mesmo período do ano passado e 103% acima do patamar de 2019.

Há dois anos, a China entrou com força no mercado importador de carne bovina após sacrificar metade de seu rebanho suíno por causa da peste africana. China elevou a demanda pela proteína, fez os preços explodirem e porque não havia novilha para reposição.

A recomposição do rebanho suíno na China nos moldes da pré-pandemia da peste africana se dá ao mesmo tempo em que os pecuaristas brasileiros estão retendo fêmeas desde o final de 2019 na expectativa de melhora no mercado de reposição. Esse movimento tende a aumentar a oferta brasileira de bezerros, garrotes e bois magros.

A Abrafrigo em seu clipping ressalta ainda dados da Scot Consultoria, que apontam que o preço do bezerro anelorado subiu 120% desde julho de 2019, saindo de R$ 1.320 para R$ 2.900. Nesse mesmo intervalo, a arroba do boi gordo mais do que dobrou, saindo de R$ 154 para os R$ 312 da última segunda (2).

Três consultorias fazem três projeções diferentes para as cotações da arroba do boi: “Para o analista Fernando Iglesias, da Safras & Mercado, as cotações podem chegar a valores entre R$ 270 e R$ 280 em São Paulo no auge da disponibilidade de gado criado a pasto, que acontecerá entre maio e junho.

Em uma projeção um pouco mais comedida, Rodrigo Queiroz, da Scot Consultoria, “projeta a arroba perto, mas ainda acima, de R$ 300. Já Lygia Pimentel, Diretora da Agrifatto, por sua vez, estima valores reais (ajustados pela inflação) no segundo semestre de 2022 entre 5% e 7% menores do que os atuais”.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *