“Não é o momento de desarranjos institucionais”, diz Lira um dia após carta de Bolsonaro

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

10/09/2021

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro recuar dos recentes ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta sexta-feira que não é o momento de desarranjos institucionais e que a iniciativa pode representar uma oportunidade de retomada de conversas entre os Poderes.

“Toda instituição republicana ou poder só existem para servir ao país. Temos a obrigação neste momento de trabalhar em sintonia para acabar com a pandemia, diminuir o desemprego, solucionar os precatórios, que podem afetar os investimentos públicos”, escreveu Lira no Twitter.

“Não é o momento para desarranjos institucionais. Que a carta do presidente seja uma oportunidade de recomeço de conversas para estabilização da política na vida do povo brasileiro”, completou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *