Mercados de reposição e do boi gordo se desvalorizam no acumulado do mês de maio

Mercado de reposição registrou queda entre 2,6% e 2,9% para machos e fêmeas

31/05/2022

Mercados de reposição e do boi gordo se desvalorizam no acumulado do mês de maio Mercados perdem valor no acumulado de maio. (Foto: Agência Brasil)

O mercado de reposição na pecuária bovina segue o mesmo ritmo do mercado do boi gordo. Com a desova de grandes boiadas por causa da degradação do capim, o mercado de reposição foi influenciado e os preços estão com viés de baixa. A queda nos preços para bezerros machos, fêmeas, anelorados e nelores nos últimos 7 dias foi de 0,9%, segundo a Scot Consultoria.

No acumulado de maio, os preços de machos e fêmeas se desvalorizaram em 2,6% para as aneloradas e nelores. Nesse mesmo período, os machos tiveram uma queda um pouco menor, ficando em 2,4%, enquanto as fêmeas jovens, de ano e de desmama, perderam 2,9%, na comparação com o mercado do boi, novilhas e vacas, perderam 2,3% em média.

Mercado do boi mantém preços estáveis na praça paulista  

Na última segunda-feira (30), os preços do boi, vaca e novilha gordos permaneceram estáveis em função das escalas alongadas até a semana que vem, registrando poucos negócios, segundo a Scot.

Os bois padrão China, ou destinados à exportação, perderam R$5 a arroba. No Mato Grosso, houve queda nas cotações para todas as categorias. As ofertas de compra foram R$2 à arroba, menores para o boi, a vaca e a novilha gordos.

No atacado 

A carcaça casada de bovinos castrados e a de bovinos inteiros tiveram queda de 3,6% e 1,2%, respectivamente, na comparação semanal. Na semana passada as vendas não fluíram e a baixa liquidez da produção resultou em novos ajustes negativos nas cotações das carcaças.

 

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.