Mercado do boi gordo se mantém com pressão de baixa nas praças paulistas

Por outro lado, as cotações de fêmeas permanecem estáveis.

27/08/2021

Mercado do boi gordo se mantém com pressão de baixa nas praças paulistas Mercado do boi reage e tem aumentos importantes em 24h (Foto: Divulgação)

O viés de baixa no preço da arroba do boi gordo se mantém no estado de São Paulo, segundo a Scot Consultoria. O cenário é o mesmo em outras regiões como Mato Grosso, segundo pesquisa da consultoria feita diariamente.

O gado de confinamento entrando no mercado permite que os frigoríficos alonguem as escalas de abate e façam ajustes nas ofertas de compra. A queda na arroba ficou em R$ 1,00 comparado ao dia anterior. A arroba foi comercializada a R$ 312,00, preço bruto e a prazo, revela a Scot Consultoria.

Por outro lado, as cotações para a vaca gorda e a novilha permaneceram estáveis. A arroba da vaca gorda foi comercializada a R$ 292,00 e da novilha, a R$ 307,00, nas mesmas condições de preço bruto e a prazo.

O zootecnista Douglas Coelho, sócio da Radar Investimentos, disse que “após um período de “banho-maria”, a indústria frigorífica também tem voltado à normalidade, tentando comprar matéria-prima por preços menores”.

“Aquelas ofertas de compra ao redor de R$ 315/@, à vista, nas praças paulistas, perderam a frequência durante a última semana”, afirma Coelho. Ele diz anda que “atualmente, o boi gordo vale em torno de R$ 310/@, nas mesmas condições de pagamento, em São Paulo”.

Na Bolsa de Mercantil e Futuros os contratos registram variações mistas. Ou seja: tanto para baixo quanto para cima, registra cliping diário da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo). O texto informa que “os papeis com vencimento em outubro de 2021 recuam R$ 0,50, enquanto o contrato para novembro deste ano avançou R$ 0,10, para R$ 310,75 a arroba e R$ 318,00 a arroba em novembro”.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *