Mercado abre 2022 em disparada e frigoríficos pagam a mais pela aquisição do boi China

Confira análise da coluna De Olho no Mercado, de Fabiano Reis.

04/01/2022

Mercado abre 2022 em disparada e frigoríficos pagam a mais pela aquisição do boi China Mercado do boi continua em queda nas praças de comercialização do Brasil (Foto: Divulgação)

Em sua primeira coluna do ano, o jornalista Fabiano Reis fala da readequação que o setor da indústria frigorífica está realizando para se acomodar no novo cenário. Ele ressalta a volta dos bons preços após a volta às compras de carne bovina brasileira pela China.

Para ele, o ano de 2022 começou e o mercado do boi gordo veio para cima. Apesar da sensação de que haveria uma certa tranquilidade na primeira semana, com a indústria esperando sinalizações melhores da demanda chinesa, o que vimos foi uma corrida pelo boi gordo, com frigoríficos pagando de três a quatro reais a mais no primeiro dia útil do ano (3/1/22) para a aquisição do chamado boi China.

“As propostas melhoraram e, de forma pouco convencional, pela segunda vez em quinze dias, tivemos uma retomada forte nos negócios logo em uma segunda-feira. Há registros de altas em pelo menos 10 praças brasileiras, pelas checagens a procura é por animais de melhor terminação”.

Leia o texto completo na Coluna De Olho no Mercado, desta terça-feira.

Boa leitura.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.