Mal da vaca louca deve limitar exportações em setembro

Mercado que atingiu recorde em agosto, deve arrefecer após anúncio de suspensão dos embarques.

09/09/2021

Mal da vaca louca deve limitar exportações em setembro Arábia Saudita suspende restrições às importações de carne bonina brasileira (Foto: Divulgação)

O mês de setembro começou em ritmo intenso no mercado da carne bovina, reflexo do recorde de vendas em agosto. Porém, a confirmação de dois casos atípicos de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), o “mal da vaca louca”, que resultaram nas suspensões dos embarques da proteína brasileira para alguns países, como a China por exemplo, deve desacelerar as exportações da proteína bovina. As informações são do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), instituição ligada à Esalq/USP.

Em relatório divulgado nesta quinta (9), o Cepea alerta que “no geral, agentes do mercado consultados pelo Cepea esperam que a retomada das vendas ocorra o mais breve possível, seja pela negociação entre as autoridades brasileiras e do mercado internacional, seja pela dependência mundial pela carne brasileira. No mesmo sentido, o mercado externo também é muito importante para a cadeia pecuária nacional como um todo”.

Com relação ao mercado interno, o Cepea também indica baixa liquidez. Segundo pesquisadores do Cepea, “a notícia de casos de EEB somou-se à baixa oferta de animais para abate e ao fato de que parte dos frigoríficos havia preenchido as escalas para alguns dias, fazendo com que novos negócios fossem postergados no início desta semana”.

Da Redação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *