Intensa crise hídrica já quebrou perto de 50% da produção de soja e 70% das culturas de milho

As informações são da Federação das Cooperativas Agropecuárias do RS

26/01/2022

Intensa crise hídrica já quebrou perto de 50% da produção de soja e 70% das culturas de milho VBP de 2022 deve passar de R$ 1 trilhão. (Foto: Agência Brasil)

Os produtores de grãos no Rio Grande do Sul perderam, até aqui, R$ 36,14 bilhões no Valor Bruto da Produção por causa da estiagem que assolou o estado, informa o site especializado em economia, Moneytimes.

Os dados foram divulgados pela Federação das Cooperativas Agropecuárias do Rio Grande do Sul (FecoaAgro/RS). Apenas a cultura da soja perdeu R$ 29,51 bilhões. O milho, R$ 6,2 bilhões.

A Rede Técnica Cooperativa (RTC) estima que a quebra na cultura da soja seja de 48,7%. Para a cultura do milho, ela aponta quebra de 70% das lavouras.

No começo de janeiro de 2022 os números davam conta que a quebra do milho era de 59,2%, enquanto para a soja a estimativa era de 24%. Em valores nominais, os prejuízos com a quebra da safra do milho, é de R$ 5,41 bilhões e para a soja, R$ 19,77 bilhões.

Quando o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) fez as estimativas das safras, a previsão foi de 20,95 milhões de toneladas de soja e 6,09 milhões de toneladas de milho.

Ao Moneytimes, uma nota emitida pela FecoAgro/RS, informa que “o estudo ainda considera que o efeito dominó na economia gaúcha, considerando que a matriz insumo-produto, para cada R$ 1,00 gerado da porteira para dentro, outros R$ 3,29 serão gerados nos demais setores que atuam fora da porteira devido a este ganho de safra, pode chegar a R$ 115,67 bilhões só considerando a quebra nas duas culturas”.

Da Redação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.