Índice PMI composto da zona do euro cai a 59,5 pontos em agosto

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

23/08/2021

O índice de atividade de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da zona do euro recuou da máxima de 15 anos anotada em julho, de 60,2 pontos, para 59,5 pontos em agosto. O número indica uma leve desaceleração da atividade no mês, mas ainda ficou bem acima da marca dos 50 pontos, que indica expansão da atividade, de acordo com dados divulgados pela IHS Markit.

A leitura ficou ligeiramente abaixo da expectativa dos economistas consultados pelo “The Wall Street Journal”, de queda a 59,6 pontos.

“Embora a disseminação da variante delta da covid-19 tenha causado amplos problemas em toda a região, pressionando a demanda e causando problemas de oferta, as companhias se beneficiaram das medidas de contenção do vírus sendo afrouxadas às condições menos restritivas desde que a pandemia começou”, diz Chris Williamson, economista-chefe de empresas da IHS Markit.

O movimento visto no indicador geral da zona do euro foi amplamente o mesmo visto nos resultados individuais dos países do bloco: o PMI composto da Alemanha recuou a 60,6 pontos, de 62,4 da leitura de julho, enquanto o da França recuou a 55,9 pontos, de 56,6 da leitura anterior.

Fora da zona do euro, o PMI composto do Reino Unido também indicou desaceleração em agosto, com queda a 55,3 pontos, de 59,2 pontos da leitura de julho.

Veja aqui os relatórios da IHS Markit.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *