Índice global de preços de carnes aumenta 17,3% em doze meses, avalia FAO

No comparativo mensal, o índice subiu 0,27% de acordo com a instituição.

07/02/2022

Índice global de preços de carnes aumenta 17,3% em doze meses, avalia FAO Preços de cortes de carnes aumentaram 17,3% entre janeiro de 2021 e janeiro de 2022. (Foto: Divulgação)

O índice global de preços de carnes medido pela Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) subiu 0,27% em janeiro, na comparação com dezembro de 2021, para 112,6 pontos, disse a FAO em comunicado na semana passada. Na comparação com janeiro de 2021, houve alta de 17,3% no índice.

“Em janeiro, os preços de bovinos chegaram a um novo pico, sustentados por forte demanda global de importação que superou a oferta para exportações, principalmente do Brasil e da Oceania, refletindo menor oferta de gado para processamento”, disse a FAO em comunicado.

As cotações de carne suína subiram ligeiramente, já que a escassez de mão de obra e os altos custos de insumos reduziram a oferta global.

Os preços da carne ovina e de aves tiveram quedas ainda mais acentuadas, já que a oferta para exportação superou a demanda de importação, apesar dos atrasos na produção e transporte relacionados à pandemia e os surtos de gripe aviária em alguns grandes países produtores de carne de aves.

Fonte: CarneTec Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.