Indicador Antecedente de Emprego sobe para maior nível desde fevereiro de 2020, diz FGV

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

08/09/2021

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp), do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV Ibre), subiu 0,9 ponto em agosto, para 90,1 pontos, maior nível desde fevereiro de 2020 (92,0). Em médias móveis trimestrais, o IAEmp variou 2,3 pontos, para 89,0 pontos.

“O IAEmp avança pelo quinto mês consecutivo e se aproxima do nível pré pandemia. Após o impacto da segunda onda de covid, o movimento iniciado de flexibilização desde então parecem ter contribuído para a retomada do mercado de trabalho. O resultado mais tímido do indicador nesse mês sugere que essa recuperação ainda deve ser gradual. O controle da pandemia e a melhora do setor de serviços, setor que mais emprega, são fundamentais para a continuidade desse cenário positivo”, afirma Rodolpho Tobler, economista do FGV Ibre, em comentário no relatório.

Dos sete componentes do IAEmp, quatro contribuíram para a alta do mês, com destaque para indicador que mede a situação corrente dos negócios no setor dos Serviços, cujo aumento de 7,4 pontos na margem, contribuiu com 1,1 ponto na alta do indicador agregado.

Categorias:

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *