Importação chinesa de trigo cai 22,4% em abril e a de soja sobe 8,5%

18/05/2022

São Paulo, 18 – As importações chinesas de trigo somaram 70 mil toneladas em abril de 2022, queda de 22,4% na comparação com abril de 2021 de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira, 18, pelo Departamento de Alfândegas da China (Gacc, na sigla em inglês). Em termos de valores, as importações de trigo no período totalizaram US$ 258 milhões, baixa de 5,8% ante igual mês do ano passado. Nos quatro primeiros meses do ano, a China importou 3,75 milhões de toneladas do cereal, redução de 1,8% na comparação anual.

Segundo a Gacc, a China importou 8,08 milhões de toneladas de soja no quarto mês do ano, avanço de 8,5% ante igual período do ano anterior. Em termos de valores, as importações de soja no período totalizaram US$ 5,348 bilhões. Nos primeiros quatro meses de 2022, as importações somaram 28,36 milhões de toneladas, 0,8% menos do que o registrado no ano passado.

Em relação ao derivado da oleaginosa, os chineses importaram 10 mil toneladas de óleo de soja, uma queda de 85,6% na comparação com abril do ano passado. Em termos de valores, houve uma redução de 79% em abril, para US$ 11,99 milhões. Entre janeiro e abril, as importações recuaram 73,5%, para 80 mil toneladas.

As importações chinesas de milho alcançaram 2,21 milhões de toneladas em abril, volume 19,4% superior ao registrado em igual mês de 2021. O valor corresponde a US$ 717,8 milhões, alta de 50% ante abril do ano passado. Nos primeiros quatro meses, as importações de milho somaram 9,31 milhões de toneladas, aumento de 8,5% ante igual período do ano passado.

A China importou 170 mil toneladas de algodão em abril, recuo de 24,5% ante igual período de 2021. As importações de algodão nos primeiros quatro meses foram de 790 mil toneladas, queda de 34% ante 2021.

As compras chinesas de óleo de palma atingiram 120 mil toneladas em abril de 2022, volume 59,6% menor que o importado um ano antes. Nos primeiros quatro meses do ano, as importações somaram 380 mil toneladas, recuo de 70,8% ante um ano atrás.

De lácteos, 260 mil toneladas foram importadas pela China no quarto mês do ano, 21,3% a menos do que foi registrado em igual período do ano anterior. Em quatro meses, as importações foram de 1,125 milhão de toneladas, queda de 13,9% na comparação anual.

As importações chinesas de açúcar somaram 420 mil toneladas em abril, alta de 134,5% ante o registrado no ano anterior. Em termos de valores, foram US$ 205,4 milhões, alta de 212,9% ante 2021. Nos quatro últimos meses, o volume caiu 4,4%, para 1,36 milhão de toneladas.

As compras de fertilizantes foram de 860 mil toneladas, queda de 20,6% ante abril de 2021. Nos primeiros quatro meses, as importações somaram 3,30 milhões de toneladas, recuo de 18% ante igual período do ano passado.

As importações chinesas de carne bovina totalizaram 200 mil toneladas em abril de 2022, alta de 2,8% ante igual período do ano anterior. Nos quatro primeiros meses do ano, foram reportadas compras de 720 mil toneladas, queda de 12% em relação a 2021.

De carne suína, os chineses importaram 230 mil toneladas no quarto mês do ano, queda de 57,3% na comparação com o ano passado. Entre janeiro e abril, as importações cederam 54,6%, para 920 mil toneladas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.