Ibovespa tem volatilidade em dia de vencimento de opções e Fed

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

18/08/2021

O Ibovespa abandonou a tentativa de alta exibida nesta tarde, sob influência do exercício de opções sobre Ibovespa e de índice futuro, e voltou a ser negociado em baixa, acompanhando a disparada do dólar e das taxas de juros futuros (DIs), na esteira da divulgação da ata da última reunião do Federal Reserve (Fed). Além disso, as incertezas no front político também pesam nos ativos locais.

Por volta das 16h, o Ibovespa oscilava em baixa de 0,23%, aos 117.633 pontos, depois de ter alternado entre os 118.739 pontos, na máxima do dia, e os 116.489 pontos, na mínima até então. O dólar comercial saltava 1,59%, cotado a R$ 5,3570, ao passo que o DI para janeiro de 2025 tinha taxa de 9,78%, de 9,60% no ajuste anterior; e o DI para janeiro de 2027 estava em 10,21%, de 10,03% no ajuste da véspera.

O sócio-gestor da Fatorial Investimentos, Jansen Costa, explica que, apesar de a ata do Fomc não ter trazido novidades, o documento corroborou as expectativas do mercado financeiro em relação ao início da redução gradual do programa de compra de ativos (tapering). “A ata não disse nada de novo, mas deu indicativo de que o tapering começa em dezembro”, afirma.

Ele lembra que essa sinalização eleva a pressão sobre os ativos emergentes, sendo que os ativos locais já são pressionados pelas incertezas fiscais e os ruídos políticos. “Então, com mais certeza sobre o fim dos estímulos [monetários] nos Estados Unidos, o dólar fica mais forte, há uma pressão ainda maior nas taxas longas e bolsa com alta volatilidade”, resume.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *