Ibovespa cai e testa faixa de 117 mil pontos; Vale pesa e bancos trazem alívio

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

18/08/2021

A bolsa brasileira opera em queda praticamente desde a abertura do pregão, voltando a ser negociada abaixo da faixa dos 117 mil pontos. A queda de Vale pesa no Ibovespa, ao passo que os ganhos ensaiados pelos bancos tentam aliviar parte da pressão.

Às 12h, o Ibovespa caía 0,77%, aos 116.991 pontos, depois de cair até os 116.489 pontos, na pontuação mínima do dia até então. Na máxima, o índice à vista oscilou em alta, indo aos 117.910 pontos. “A abertura [da bolsa] foi sem passar confiança de melhora, sem empolgação”, comenta um operador sênior de derivativos de uma corretora nacional. Para ele, depois de testar a MM200, ontem, a tendência de queda deve ganhar força.

“O mercado está mostrando que vai perder suportes importantes e derreter em um canal de baixa”, avalia. Ainda assim, o profissional não descarta movimentos pontuais de recuperação. “Mas qualquer sinal de fuga é respiro”, emenda o profissional, que preferiu não ser identificado. Graficamente, a análise técnica do Itaú BBA mostra que após o Ibovespa testar o suporte próximo da MM200 [média móvel de 200 dias], a próxima defesa estará em 114,9 mil pontos.

Ainda no mesmo horário, o volume financeiro no Ibovespa somava R$ 10,9 bilhões, projetando mais um pregão de giro robusto, acima de R$ 30 bilhões. Operadores das mesas de renda variável voltam a chamar a atenção para o fato de a tendência de queda da bolsa brasileira estar sendo acompanhada de volumes crescentes de vendas, o que fortalece o movimento negativo.

Dados da B3 atualizados até a última segunda-feira mostram que os investidores institucionais vêm atuando fortemente na ponta vendedora neste mês, com um déficit de quase R$ 6 bilhões em agosto até o dia 16. Esse movimento de saída do risco da renda variável é conduzido pelas ações de maior peso no Ibovespa (blue chips), o que acaba pesando no desempenho da bolsa.

Vale ON cedia 2,62%, enquanto Petrobras tinha quedas de 0,11% e de 0,48% nas ações ON e PN. Na outra ponta, o setor financeiro tentava servir de contrapeso: Itaú Unibanco PN subia 1,06%, Bradesco PN ganhava 0,70% e Santander Units aumentava 0,64%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *