Guerra na Ucrânia dobra exportação brasileira de milho em 14 dias de abril

O país embarcou 93% a mais do que em abril do ano passado, ocupando o lugar da Ucrânia no mercado internacional do cereal.

26/04/2022

Guerra na Ucrânia dobra exportação brasileira de milho em 14 dias de abril Brasil ocupa lugar da Ucrânia e exportação de milho cresce 93% em 14 dias de abril (Foto: Divulgação)

Nas duas primeiras semanas de abril, o Brasil embarcou 253.090,8 toneladas de milho em grãos, segundo levantamento da Secretaria do Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, informa o Notícias Agrícolas. Esse volume é 93% superior ao que foi exportado no mesmo período do ano passado.

A explicação é simples: o país tomou o lugar das exportações da Ucrânia, interrompidas após a invasão russa naquele país. No mesmo período do ano passado, o país embarcou 130.876,3 toneladas em todo o mês de abril daquele ano.

Roberto Carlos Rafael, da Germinar Corretora, diz que “normalmente em abril a gente não tem exportação de milho, sai apenas alguma coisa do Sul do país. De repente você teve essa demanda extra que veio muito rápido e depois voltou, mas o Brasil ainda pode se aproveitar da demanda diante da queda de 50% na produção da Ucrânia.”.

A média diária de embarques é de 18.077,9 toneladas, comparada ao mesmo período do ano passado, o que representa um aumento de 176,3% com relação às 6.543,8 toneladas do mês de abril de 2021.

As receitas também foram substanciais. Entraram US$ 83,632 milhões no período. Em abril do ano passado, foram US$ 31,838 milhões ao longo de todo o mês. Na média diária, a elevação é de 275,3%, US$ 4,973 milhões diariamente acima nos dias úteis. No ano passado, foram US$ 1,591 milhão no mês de abril.

O preço da tonelada também aumentou. Cresceu 35,8% no período. Saiu de US$ 243,30 no ano passado para US$ 330,40 neste mês de abril.

 

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.