Guedes: PEC dos Precatórios cria previsibilidade nos gastos

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

09/08/2021

O pagamento de precatórios é um problema que se acumulou por vários governos e que agora “desabou” de uma vez em um único ano, disse nesta segunda-feira o ministro da Economia, Paulo Guedes, na entrega ao Congresso da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios e a medida provisória (MP) do novo Bolsa Família.

Concentrado em um só ano, o pagamento de precatórios, cerca de R$ 90 bilhões, colocaria em risco o funcionamento da Esplanada dos Ministérios, afirmou.

De acordo com Guedes, a PEC cria previsibilidade nos gastos e disciplina a capacidade de pagamento do governo. “O presidente Bolsonaro ataca o problema frontalmente, disciplinando a exequibilidade do orçamento da República.”

Trata-se de uma matéria decisiva que traz conexão com programas sociais, disse o ministro da Economia. Ainda segundo ele, as privatizações começarão a “transferir ao povo o que é do povo”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *