Governo tem “tentação” de punir lucros, diz presidente do BC

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

06/10/2021

O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou nesta quarta-feira (06) que “ainda hoje” há no Brasil “uma tentação do governo de punir lucros” e distribuir benefícios.

“Vemos ainda hoje uma tentação do governo constante de punir os lucros e gerar distribuição de benefícios, sem gerar incentivo à produtividade”, disse.

  • Leia mais: Presidente do Senado critica estratégia no Imposto de Renda

A declaração foi dada no momento em que o presidente da autoridade monetária comentava a Constituição de 88. Ele participou do lançamento do livro ‘Constituinte Profeta: Homenagem ao Roberto Campos’. O avô de Campos Neto é o homenageado do livro e participou da elaboração da Constituição de 88.

  • Leia mais: É preciso taxar estoque de lucros, diz Tostes

No evento, Campos também destacou que a Constituição de 88 tinha “caráter anacrônico” e “muitas vezes” um perfil “não alinhado” com o livre mercado.

  • Leia mais: O descompasso da reforma tributária

“Neste período em que governo o tenta fazer reformas, algumas coisas que foram defendidas pelo Roberto Campos parecem muito populares”, disse o presidente do BC.

  • Leia mais: Reforma do Imposto de Renda: Veja os principais pontos da proposta aprovada pela Câmara

Campos Neto afirmou também que o “tratamento homogêneo ao capital” ainda é tratado com “hostilidade” em diversos debates.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *