Frango: volume embarcado recua, mas receita segue me alta

Com demanda aquecida e dificuldades no embarque, preço da proteína sobe 2,2% em julho.

03/09/2021

Frango: volume embarcado recua, mas receita segue me alta

Os embarques de carne de frango in natura tiveram queda de 10,34% no mês de agosto frente a julho passado. Em volume as exportações do oitavo mês somaram 352,14 mil toneladas de acordo com dados da Secretaria de Comercio Exterior (Secex). Porém quando comparado a agosto do ano passado, o volume embarcado é 3,1% maior que aquele período de 2020.

Na avaliação dos pesquisadores do Centro de Estudos em Economia Aplicada (Cepea), entre os motivos que podem justificar a queda das exportações estão entraves logísticos, como a falta de contêineres e navios brasileiros e o fechamento temporário de um dos portos da China, principal comprador do Brasil.

O curioso é que, aparentemente, esses mesmos motivos impactaram na retomada de preço da carne de frango embarcada que, no mês de agosto, um aumento de 2,2% % sobre julho passado e de 31,82% sobre agosto de 2020. Em agosto, o valor da proteína embarcada pelo Brasil atingiu US$ 1,76/kg. No total do mês, a receita de agosto foi de US$618,204 milhões.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *