Fiocruz vai produzir 60 milhões de testes antígeno para detectar covid-19

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

16/08/2021

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) informou, em comunicado, que vai produzir e fornecer ao Ministério da Saúde cerca de 60 milhões de testes de antígeno. Esse teste, assim como os moleculares, serve para detectar presença do vírus Sars-CoV-2 causador da covid-19 durante a infecção.

A produção dos testes prevê investimentos de cerca de R$ 1,2 bilhão e faz parte da ampliação da estratégia de testagem no Brasil, segundo a fundação. A Fiocruz detalhou ainda que os kits serão fornecidos de acordo com demanda da pasta, até o fim de 2021

Após a entrega de 11,7 milhões de testes moleculares (RT-PCR) – considerados “padrão ouro” para detecção do vírus –, a fundação informa que firmou novo acordo com o Ministério da Saúde para a produção de mais 13,7 milhões de kits.

Especialistas da Fiocruz destacam a importância de ampliar o número de produtos para testagem, a exemplo da incorporação do teste de antígeno – mas sempre considerando estratégia integrada que considere as vantagens e os objetivos de cada um deles.

A fundação destaca que o RT-PCR, por exemplo, além de ser considerado um teste mais preciso para diagnóstico da doença, é fundamental para a vigilância genômica, uma vez que o monitoramento das variantes depende do sequenciamento das amostras desse tipo de teste.

A Fiocruz também ficará responsável pelo treinamento das equipes e assistência técnica e científica, nos locais definidos pelo Ministério da Saúde.

Categorias:

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.