Falta de contêineres e frete provocam queda nas exportações agrícolas

Aumento de 200% na demanda americana e quarentenas portuárias devido à Covd diminuem a disponibilidade de embarcações porta-contêiner

26/08/2021

Falta de contêineres e frete provocam queda nas exportações agrícolas Aumento de 200% na demanda americana e quarentenas portuárias devido à Covd diminui a disponibilidade de embarcações porta-contêiner

A logística marítima para a exportação de produtos agrícolas ou semiprocessados acumula problemas e gera dificuldade. Produtos como café, carnes e frutas ou os semiprocessados que precisam de câmaras frias diminuem rítmo dos negócios.

Os problemas na área elevam substancialmente os fretes e, por causa disso, a Scot Consultoria afirma que o segmento está “sob tempestade perfeita”. Um dos problemas mais graves é a falta de contêineres. Um dos produtos que diminuiu a exportação devido a esse dado é o café solúvel. A informação foi dada pela Associação Brasileira da Indústria do Café (Abic).

Também é grave o impacto que o setor de exportação de carnes pode sofrer. A Scot informa que a “consultoria Agrifatto também atribui a isso parte do crescimento menos vigoroso das exportações de carnes bovinas”.

A consultoria econômica americana, Bloomberg, relata que a taxa de locação de contêiner cresceu 200% na comparação com o mesmo período ano passado. Esse problema já tinha sido detectado no começo da pandemia.

Hoje, além do grande aumento na demanda internacional pela locação de contêiner, há menos embarcações porta-contêiner à disposição. Soma-se a isso os navios que são obrigados a ficar em quarentena por causa da Covic e as crises portuárias. O setor também se ressente da paralisação do Canal de Suez, com o encalhe do navio Ever Green, em março passado.

O primeiro impacto é a explosão no preço do frete.

 

Da Redação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *