Falta de bois para abate elevam preços da arroba e ela está em R$ 310

O levantamento diário da Scot Consultoria indica aumento de preços em várias praças

19/11/2021

Falta de bois para abate elevam preços da arroba e ela está em R$ 310 O jornalista especializado em agropecuária André Luiz Casagrande fala como administrar corretamente uma propriedade rural (Foto: Pixabay)

Os preços da arroba de carne bovina ganharam R$ 10 para todas as categorias (bois, vacas e novilhas) entre quarta-feira (17) e quinta-feira (18), uma vez que a oferta de bois terminados está escassa, segundo a Scot Consultoria.

Portanto, a arroba do boi gordo passou a ser comercializada a R$ 310,00, as vacas gordas a R$ 285,00 e a novilha bateu em R$ 297,00 a arroba. Poucos negócios estão acontecendo acima do preço referência.

Com os novos ajustes nos preços do mercado, os frigoríficos aumentaram em um dia as escalas de abate e hoje é de 5 dias.

Rondônia

Outras praças importantes para a comercialização do boi gordo também sentem os efeitos da falta de animais terminados para o abate. Uma delas é Rondônia, onde o preço referência aumentou R$ 5 a arroba para todas as categorias na comparação diárias.

Espírito Santo

No Espirito Santo, escalas curtas também pressionam preços. Nessa praça o aumento da arroba também ficou em R$ 5. A arroba do boi é comercializada a R$ 290,00. Preço bruto e a prazo.

Ainda no Espírito Santo, vacas gordas ganharam R$ 7 e estão sendo comercializadas a R$ 280,00 e as novilhas gordas tiveram alta de R$ 3 e estão sendo vendidas a R$ 290,00.

Da Redação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *