Exportações robustas para China e entrada ritmada de animais sustentam preço da arroba

Valor está em torno de R$ 350; analistas esperam que exportações cresçam em relação aos últimos meses.

06/01/2022

Exportações robustas para China e entrada ritmada de animais sustentam preço da arroba Ruídos, como as suspensões de importação pela China, mantêm incerteza no mercado. (Foto: Agência Brasil)

O disparo do preço da arroba neste início de 2022 foi motivado pela retomada dos embarques da carne bovina à China, garante Fenando Henrique Igleisas, analista da Safras & Mercados, em entrevista ao site Notícias Agrícolas.

De acordo com o analista, além da retomada da China, o câmbio também ajudou no aumento dos preços.  “Foi justamente esse retorno das compras da China que alavancou os preços da arroba, juntamente com a questão cambial. Isso torna a carne bovina muito competitiva frente aos outros fornecedores”, destacou Iglesias durante entrevista ao Notícias Agrícolas.

O analista informou também de que há a expectativa de que o volume das exportações brasileiras da proteína tenha um aumento frente aos últimos meses. “Nós tivemos um último trimestre muito deprimido, mas devemos ver um retrato mais claro de como será o comportamento de demanda chinesa e podemos ter números superiores aos observados quando a China está fora das compras”, disse.

Ainda durante a entrevista, Iglesias disse que com relação ao mercado doméstico, o movimento e lentidão no escoamento da proteína no atacado se deve ao fato da rentabilidade da população fragilizada. Por outro lado, os pecuaristas não têm urgência para negociar os animais já que boa parte da oferta está no pasto.

Outro ponto destacado pelo especialista é que os preços da carne de frango e suína estão recuando no atacado. “Com o preço do boi elevado e os valores das proteínas concorrentes mais atrativas ao consumidor, é natural que tenha uma migração do consumo para outras proteínas animais”, relatou.  

Da Redação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.