Exportações ganham espaço na receita da M. Dias Branco, dona da Adria e Piraquê

Testes, férias coletivas e outras medidas compõem o Plano de Contingência da empresa para prevenção, controle e redução de riscos de contágio

09/08/2021

A M. Dias Branco, fabricante dos biscoitos Piraquê e Vitarella e das massas Adria, registrou queda de 46% na receita líquida das exportações do segundo trimestre, na comparação anual, para R$ 41,6 milhões. Porém, Fabio Cefaly, diretor de Relações com Investidores e Novos Negócios, argumenta que as exportações estão ganhando importância na receita da companhia.

A queda, explica ele, se deve à base de comparação. No segundo trimestre de 2020, a companhia teve uma injeção de recursos na linha de exportações devido às vendas de massas e farinha de trigo para programas de ajuda humanitária, em especial para países da América Central. A receita chegou a R$ 77,3 milhões naquele período.

Agora, no entanto, a receita ainda é bastante superior à média histórica, que ficava no patamar de R$ 15 milhões. “Exportações aumentaram estruturalmente e não é só por câmbio. Há crescimento de volumes, novos clientes, novos países…”, disse o executivo, em teleconferência de resultados nesta segunda-feira (9).

Trajetória de crescimento

A fabricante de biscoitos e massas secas diz estar confiante de que irá recuperar margens e voltar a patamares mais elevados de volume. A diretoria da empresa afirmou que a companhia está em trajetória de crescimento.

“A mensagem, sem dúvida, é de que o pior já passou”, disse Gustavo Theodozio, vice-presidente de Investimentos e Controladoria do grupo.

Em sua fala, o executivo se referia também à questão dos custos dos insumos. “O que a gente percebe é que começamos a ver uma queda nos óleos, em que já temos até algumas posições sendo montadas com preços melhores. No trigo esperávamos janelas de oportunidade para comprar melhor, o que não deve acontecer. Mas deve ficar onde [no patamar de preços] está”, disse, em resposta sobre as perspectivas para a pressão dos preços dos insumos. No segundo trimestre, o preço médio do trigo foi 12% maior e o do óleo de palma, 32%.

Embora o resultado da companhia ainda esteja abaixo do observado um ano antes, a fabricante tem conseguido melhorar as margens e os volumes de venda ante os trimestres anteriores. O aumento de volume ante o primeiro trimestre, quando encontrou resistência do canal de atacarejo, foi de 26% e a margem bruta passou de 26,4% ao fim de março para 29,7%.

Cefaly destacou que de abril a junho a companhia conseguiu regularizar as vendas e normalizar os estoques, que haviam aumentado no primeiro trimestre por causa dos reajustes.

“Há duas razões para a melhora: recuperação de volumes e preço médio, que não é só por reajustes, mas também por gestão de custos de embalagens e gestão de mix de produtos”, acrescentou. A receita da companhia cresceu 5% ante o mesmo período de 2020, para R$ 1,98 bilhão. O volume foi 16% menor na base anual, mas o preço médio saltou 24,7%.

Outro ponto destacado por ele é que o nível de ocupação da capacidade de produção da companhia está em 65%, o que ainda “pode ser melhor”, de acordo com ele. Devido ao aumento de volumes, a empresa suspendeu o plano de reduzir de 113 para 106 linhas de produção. O corte de itens do portfólio, no entanto, foi mantido. No segundo trimestre, 75 produtos foram descontinuados.

Lançamentos de maior valor agregado

Dentro da gestão de mix de produtos da companhia não está apenas corte de itens, mas também lançamentos de maior valor agregado. Segundo a M. Dias Branco, os lançamentos de biscoitos tiveram contribuição recorde para a receita bruta. Produtos lançados nos últimos 24 meses aumentaram em 55% suas receitas, em comparação ao mesmo período de 2020.

Agora, a companhia, que aplicou reajustes acima de 10% no primeiro trimestre, espera reduzir o tamanho dos repasses. Em junho a empresa fez um novo reajuste, que deve se refletir nos números do terceiro trimestre, segundo os diretores.

“Estamos precificando de forma mais consistente e paliativa. A ideia é não dar mais reajustes de dois dígitos”, disse Theodozio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *