Exportação de frango cresce nos primeiros 21 dias de março e de carne suína cai; cresce receita com soja

Preços das commodity elevam receitas com a exportação de soja em 31,4% no mesmo período

23/03/2022

Exportação de frango cresce nos primeiros 21 dias de março e de carne suína cai; cresce receita com soja . (Foto: Divulgação)

As exportações de carnes suína e de frango, de soja e milho nas primeiras três semanas de março tiveram aumentam em 21 dias de março, segundo balanço da Scot Consultoria. O balanço é bom para a carne de frango e a soja e ruim para o milho e a carne suína.

Os dados dos primeiros 21 dias de março mostram que embarcamos 25,3% mais frango in natura na comparação com o mesmo período de março do ano passado. Foram embarcadas 259,56 mil toneladas, média diária de 19,96 mil toneladas dia. A Consultoria não relata a receita auferida com a venda da proteína.

A carne supina perdeu mercado. Em relação a março do ano passado foram menos 2,3%. Total de 55,96 mil toneladas de carne in natura com embarques diários de 4,3 mil toneladas. Esse período do ano a exportação da carne suína tem historicamente tem leve queda. Outro fator é que nosso maior importador, a China, recompôs o seu rebanho, após ser dizimado pela Peste Suína Africana.

Sobre o milho, a Consultoria é contraditória. Num parágrafo, afirma que os embarques de milho no mesmo período caíram 92,7% em relação aos primeiros 21 dias de março de 2021, com embarques de 12,03 mil toneladas. Na sequência, o mesmo texto diz que “é praticamente igual a média diária de março de 2021”, com embarques de “12,03 mil toneladas” contra “12,69 toneladas” em março de 2021.

A soja continua sendo a oleaginosa mais importante do agronegócio brasileiro. Exportamos 7,42 milhões de toneladas em 3 semanas de março, com embarques de diários de 571,04 mil toneladas. Os preços da commodity também tiveram um salto. A receita cresceu 31,4% em relação ao mesmo período de 2021.

Da Redação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.